Como aliar alimentação e exercícios físicos para perder barriga?

Como aliar alimentação e exercícios para perder barriga“Querer perder barriga” está se tornando cada vez mais comum entre as pessoas. Devido à má alimentação junto com o sedentarismo cresce a cada ano o número de pessoas acima do peso.

Mais vale destacar que perder barriga não é uma tarefa fácil, isso porque a pessoa terá que fazer atividade físicas regulamente e regrar a alimentação para que se tenha os melhores e mais rápidos resultados.

Fazendo os exercícios certos e comendo os alimentos certos é fundamental para que o corpo queime mais gordura do que ganha.

Exercícios Físicos

Muitas pessoas quando percebem que estão acima do peso e precisa perder barriga buscam os exercícios aeróbicos como, bicicleta e esteira.

Porém, a ciência já comprovou que esses tipos de exercícios (aeróbicos) não são os melhores para a queima de gordura. Logo, os melhores exercícios para essa questão são os de alta intensidade.

Isso porque os exercícios de alta intensidade colocam o nosso corpo em situações extremas fazendo o nosso metabolismo acelerar para que queime muito mais calorias.

Para ver um exemplo desses exercícios, assista o vídeo abaixo:

Esses exercícios mostrados no vídeo acima fazem parte do treinamento Q48 horas de Vinicius Possebon. Esse treinamento é ideal para pessoas que possuem pouco tempo durante o dia e que desejam emagrecer e perder barriga rapidamente sem precisar frequentar academia.

Outro benefícios desses exercícios de alta intensidade é que os mesmos podem ser feitos em qualquer lugar, até mesmo em casa. Basta, ter um pequeno espaço e pronto. Além disso, esses exercícios necessitam de 15 a 30 minutos no máximo para executa-los tornando ideal para as pessoas ocupadas que não tem tempo para quase nada.

Alimentação

Quando o assunto é perder barriga, muitas pessoas esquecem que a alimentação é 60% dos resultados, com isso muitas pessoas acabam “se matando” nos exercícios e pecando na alimentação.

Consumir alimentos com proteínas, fibras, carboidratos de baixo índice glicêmico é essencial na queima de gordura. Alimentos com proteínas de qualidade por exemplo, ajuda no processo da queima de calorias, isso porque a proteína ajuda acelerar o metabolismo.

Alimentos ricos em proteínas de qualidade:

  • Filé de frango
  • Ovo
  • Peito de peru
  • Peixes no geral
  • Carnes vermelha
  • Aveia
  • Quinoa

Já as fibras e os carboidratos de baixo índice glicêmico contribuem na saciedade, ou seja, quando consumi-los você sentirá menos fome e com isso você consumira menos calorias.

Alimentos ricos em fibras e carboidratos de baixo índice glicêmico:

  • Todo tipo de verduras e legumes
  • Batata doce
  • Alimentos integrais
  • Aveia
  • Quinoa
  • Chia
  • Produtos naturais no geral

No caso dos produtos naturais, grande parte deles possuem fibras e nutrientes que auxiliam na queima de gordura, principalmente na região abdominal e exatamente por isso que o produto natural farinha seca barriga funciona mesmo, pois suas vitaminas e sais minerais ajudam no processo de queima de gordura.

E por fim, para aliar um alimentação saudável com a pratica de exercícios físicos é necessário paciência para esperar os resultados e muita força e dedicação. Pode até ser difícil durante o processo mais é muito prazeroso e gratificante para quem já conseguiu.

Como não ser taxado pela alfândega?

alfândegaSe você importar produtos do exterior ou pretende começar a importar já deve saber que você pode correr o risco de ser taxado pela alfândega.

Antes de tudo, alfândega é o órgão da receita federal que fiscaliza as mercadorias que entram e saem do país. Logo, é ela que determina se a sua mercadoria vai entrar ou não no país.

Hoje o número de pessoas que fiscalizam as mercadorias na alfândega é bem menor do que o número de mercadorias importadas pelos brasileiros, com isso pode ocorrer de pessoas que importam produtos de alto valor não serem taxadas e outras pessoas que importam produtos de baixo valor serem taxadas.

Porém, para que você não sofra com a alfândega é necessário você tomar uma série de medidas para que você diminua e muito os riscos de ser taxado.

Atualmente, existem vários cursos online que podem te ajudar nesse quesito que é o caso do curso Academia do Importador de Filipe Barcellos, ou, também o curso Importando com Sucesso de Larissa Dobler.

Ambos os cursos são completos e te ensinam corretamente a como importar diretamente do exterior pagando menos e sem ser taxado pela alfândega.

3 Dicas para não ser taxado

Peso do pacote

A maioria dos produtos que são taxados é devido ao peso do pacote, isso significa que quanto maior o peso do pacote, maiores são as chances dele ser pego pela alfândega.

Mais a maioria dos casos mesmo que o produto seja taxado ainda vale a pena paga-lo, porque geralmente o custo de ser taxado é 60% do valor total da mercadoria.

Cuidado com as caixas fantasiadas

Outro fator que pode acontecer de você ser taxado é a caixa da mercadoria estar “fantasiada”, ou seja, cheia de logos e desenhos. Com isso, evite comprar em lojas que enviam a caixa muito colorida, porque estas ficam bem evidente no armazém da alfândega e têm maiores chances de serem recolhidas na hora da amostragem.

Importar em datas comemorativas

Uma tática muito utilizada pelas pessoas que importam do exterior é importar os produtos próximo a datas comemorativas. Isso porque o volume de encomendas é bem maior, assim menor serão as chances de você ser taxado.

No final do ano, por exemplo, o volume das encomendas é muito grande e podem levar até 3 meses para chegar.